Respostas e contributos da doutrina espírita para questões da atualidade

>>Respostas e contributos da doutrina espírita para questões da atualidade

Respostas e contributos da doutrina espírita para questões da atualidade

2017-11-12T13:29:33+00:00 12 de novembro de 2017|

“O Contributo da Doutrina dos Espíritos”: com esse tema, o coordenador do Conselho Espírita Internacional pela Europa, Charles Kempf, abriu o Seminário “O Espiritismo e Seus Fenômenos”, ocorrido em Berna, no último dia 04, encerrando o nosso ciclo de Estudo Aprofundado do Espiritismo (EADE) de 2017. O evento contou também com as palestras da presidente da UCESS, Rejane Hostettler, e do expositor espírita Bruno Godinho.

Charles Kempf, coordenador do CEI pela Europa, no Seminário da UCESS

Abrangente, a questão do contributo da doutrina dos espíritos merece ser analisada em vários níveis: desde a sua relação com o universo acadêmico-científico, até o seu impacto direto como código ético-moral, capaz de oferecer norteamentos e respostas para questões desafiantes da atualidade, para cada estudioso individual do espiritismo.

Composto por um total de 1019 questões colocadas por Allan Kardec em sessões mediúnicas, o Livro dos Espíritos –  o primeiro das cinco obras básicas do espiritismo, editado há 160 anos – acaba por trazer revelações sobre temas que vão das causas primárias (abordando a noção de divindade, explicações sobre a criação e os elementos fundamentais do universo) às leis morais (tratando de questões éticas do comportamento social e das posturas individuais das consciências em evolução), passando pelas ponderações sobre a vida após a morte e o mundo espiritual (analisando as noções de espírito, a finalidade de sua existência, seu potencial de auto-aperfeiçoamento e as suas relações com a matéria).

Organizadas com a finalidade de obter uma comunicação sistematizada com consciências extrafísicas que, notadamente, menifestavam-se nos “fenômenos das mesas girantes” e que despertavam a curiosidade e serviam de divertimento para a sociedade francesa de meados do Século XIX -, as questões apresentadas na altura convergem na atualidade com o que vem sendo comprovado e corroborado por diversos estudos científicos. Hoje, muitos são os cientistas que se manifestam publicamente contrários a abordagens puramente materialista. E, em paralelo, cada vez mais, surgem estudos, pesquisas e movimentos acadêmicos que se debruçam sobre as experiências e ações extrafísicas da consciência.

Nesse sentido, é inegável o contributo e o pioneirismo da doutrina espírita. Pois, ao utilizar sistematizações científicas para investigar questões que até então ficavam restritas aos “mistérios da fé”, Kardec inaugura um caminho em que, finalmente, a religião, pode encontrar bases racionais, explicações lógicas e comprovações objetivas.

Ao mesmo tempo, com a apresentação de sua lógica evolutiva e das leis universais da Criação, o espiritismo se mostra capaz de trazer explicações claras sobre os objetivos da vida. A consciência (o espírito) existe antes e depois da matéria. As múltiplas encarnações dão-nos oportunidade de evolução intelectual e moral. E, por sua vez, a codificação kardequiana – que também se aprofunda nos preceitos do Evangelho de Jesus – oferece ferramentas para o auto-conhecimento e o auto-aprimoramento individual. Eis, então, o contributo do espiritismo para cada qual que deseje entender e acelerar a sua jornada evolutiva!