CESG: o mais antigo grupo espírita em atividade na Suíça

>>CESG: o mais antigo grupo espírita em atividade na Suíça

CESG: o mais antigo grupo espírita em atividade na Suíça

2018-05-10T17:19:11+00:00 10 de maio de 2018|

Semanalmente, recebemos emails e mensagens de diversos Cantões, solicitando informações sobre grupos espíritas em funcionamento no país. Por isso, ao longo deste ano, como parte das comemorações do nosso 20º aniversário, faremos uma série especial de postagens, apresentando as casas integrantes da União dos Centros de Estudos Espíritas da Suíça (UCESS).

O Centre Études Spirites Genève (CESG) é o grupo que se mantém ativo há mais tempo em terras helvéticas. E é por ele que iniciaremos a nossa série.

D. Teresinha Rey, com o médium Divaldo Franco, em uma de suas vindas à Suíça

Essa história começa há 45 anos, marcada pelo pioneirismo e pela corajosa persistência da psicóloga Teresinha Rey, sob a orientação do médium Francisco Cândido Xavier – seu amigo pessoal de longa data – e contando também com grande apoio do médium Divaldo Franco, que, na altura, por diversas vezes se dispôs a vir dar palestras e conferências, ajudando a fortalecer o movimento inicial.

“Tudo começou pela reunião de pessoas de boa-vontade, que queriam aprofundar os seus conhecimentos sobre a espiritualidade, formando um pequeno grupo”, conta Lívia Bühlmann, atual presidente do CESG. “Eram apenas três membros: D. Teresinha, junto com outras duas pessoas (Suzy Kubnic e Marie Paule Marion) que trabalhavam como voluntárias em um serviço de assistência telefônica (La Main Tendue), levando auxílio as pessoas em busca de consolo”, prossegue.

No início, as reuniões eram feitas na casa dos próprios integrantes do grupo. Progressivamente, as reuniões foram ganhando mais e mais adeptos, até que em 22 de outubro de 1973, o CESG veio a ser criado oficialmente. Seu primeiro presidente foi Claude Michaud, sucedido mais tarde por José Saperas, que permaneceu à frente da casa por mais de 20 anos.

Em recente entrevista dada para o minidocumentário comemorativo aos 20 anos da UCESS, D. Teresinha relembrou as dificuldades iniciais frente ao desconhecimento e ao preconceito em torno da doutrina espírita. Segundo ela, nem mesmo o aluguel de espaço para funcionamento do centro foi algo fácil de se conseguir.

Desde logo, a psicóloga e as pessoas que a cercavam, perceberam que, além de persistência para manter as atividades, seria também muito importante dialogar com todos os que tivessem interesse na doutrina e apoiar outros grupos. Dessa forma, o CESG não só abriu caminho, como contribuiu diretamente para a formação de diversas outras casas na Suíça, tendo sido também uma das entidades fundadoras da UCESS, há 20 anos.

“A D.Teresinha, o Claude e o José contribuíram, de uma maneira ou de outra, na fundação de várias casas fundadas no país. Os primeiros centros puderam contar sempre com o apoio e a orientação do CESG. É sempre mais difícil ser pioneiro, mas também gratificante, pois assim se abre caminhos para aqueles que desejam seguir os seus passos. Foi o que aconteceu com outros centros: o caminho já estava traçado e a experiencia posta a disposição a todos os tarefeiros de boa vontade”, sublinha Lívia.

Hoje, o CESG, que tem a sua sede em Genebra conta com cerca de 100 membros cadastrados, conta uma agenda de atividades regulares, em português e em francês. Além de palestras públicas semanais, o centro também mantém grupos de estudos, trabalhos de evangelização infantil e orientação aos pais. A casa também realiza atendimento fraterno e fluidoterapia, com marcação antecipada.